Sete fuzileiros navais dos EUA chegam à Libéria

Helicópteros militares aterrissaram nesta quarta-feira na fortificada embaixada dos EUA em Monróvia, trazendo a bordo sete fuzileiros navais, o primeiro contingente militar dos EUA em apoio à força de paz oeste-africana destacada para o país. Os marines deixaram rapidamente os aparelhos e se dirigiram para um encontro com oficiais das tropas da África Ocidental em sua base temporária no principal aeroporto da Libéria. Oficiais americanos disseram que os marines vão trabalhar apenas como elementos de ligação entre a força oeste-africana e os comandantes dos três navios de guerra americanos que se encontram na costa liberiana. Os militares chegaram a bordo de três helicópteros militares, e os diplomatas americanos proibiram a entrada de jornalistas na embaixada na hora do pouso, recusando-se também a comentar sobre a chegada dos marines.Na madrugada de hoje, o presidente americano, George W. Bush, autorizou o envio de um pequeno contingente militar à libéria para dar apoio logístico à força de paz formada por países da África Ocidental, que dentro de meses será acrescida de tropas da ONU. Um alto funcionário da administração Bush, falando sob condição de anonimato, disse hoje que a equipe de militares não deve ser maior do que 20 nos próximos dias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.