Sete guerrilheiros e 8 militares mortos em conflitos na Colômbia

Pelo menos sete rebeldes das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) e oito soldados do Exército morreram em ataque e combates em três regiões da Colômbia, informaram em Bogotá porta-vozes militares. Outros seis militares ficaram feridos nas ações armadas, que aconteceram em áreas rurais do Vale do Cauca, norte de Santander e Putumayo. Na operação de maior envergadura, tropas do Exército abateram em combate sete guerrilheiros das Farc nas montanhas da localidade sudoeste de Calima. Os efetivos apreenderam três veículos, além de sete armas de fogo, disse à imprensa um porta-voz militar, que informou que as outras duas ações foram ataques rebeldes contra tropas que faziam tarefas de controle. A primeira delas ocorreu nas montanhas de Tibú, localidade próxima à fronteira com a Venezuela, onde um reduto das Farc ativou uma carga explosiva. Cinco soldados morreram na explosão, informou a fonte, acrescentando que outros três militares morreram e mais seis ficaram feridos em outra explosão na zona rural de Mocoa, capital de Putumayo, departamento fronteiriço com o Equador.

Agencia Estado,

11 Março 2006 | 04h06

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.