Sete mortos em nova onda de atentados na Índia

Supostos separatistas detonaram bombas num mercado lotado, numa plantação de chá e em outros locais neste domingo, matando sete pessoas no segundo dia de atentados a bomba e a tiros que deixaram pelo menos 57 mortos e mais de 100 feridos no nordeste da Índia. A violência nos Estados de Nagaland e Assam atinge uma região do país de composição étnica complexa, onde mais de 30 grupos rebeldes encontram-se em atividade. Soldados patrulham as cidades de Nagaland, mas os atentados continuam em Assam. Até o domingo, 17 atentados tiveram lugar no final de semana. Não está claro se há ligação entre os diversos ataques. Nenhum grupo ainda reivindicou responsabilidade, mas as autoridades atribuem a violência a dois dos principais grupos separatistas - Frente Unida de Libertação de Asom e Frente Democrática Nacional de Boroland.

Agencia Estado,

03 Outubro 2004 | 13h49

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.