Sete pessoas morrem durante tiroteio em Seattle

Pelo menos seis pessoas morreram durante um tiroteio em uma residência no bairro de Capitol Hill, em Seattle, neste sábado. Três outras vítimas foram levadas para o hospital, duas em estado grave, informou o porta-voz da polícia, Rich Pruitt. Segundo a polícia, o suposto agressor cometeu suicídio em seguida. "Estamos entrevistando quase 20 testemunhas, algumas pessoas que estavam na casa, outras de áreas próximas", informou Pruitt. Ele acrescentou que o tiroteio não pareceu, imediatamente, estar ligado a violência doméstica. Os policiais acreditam que o atirador está entre os mortos. Detetives do Departamento de Homicídios chegaram ao local no começo da tarde. "É um dois maiores crimes que esta cidade já teve", disse o chefe da polícia de Seattle, Gil Kerlikowske. Ele afirmou que um policial estava na vizinhança quando ouviu os tiros. O oficial Steve Leonard chegou ao local do crime e encontrou uma pessoa saindo da casa com um ferimento de tiro. Leonard encontrou um outro homem com uma espingarda e ordenou várias vezes que ele largasse a arma. O homem, então, cometeu suicídio, atirando em si mesmo. Os policiais encontraram as outras vítimas em diferentes cômodos da casa. Eles acreditam que o tiroteio aconteceu durante uma festa e informaram que todos os mortos tinham por volta de 20 anos. Kerlikowske disse que foram encontradas outras armas na casa e perto do local do crime. O vizinho, William Lowe afirma ter ouvido seis tiros logo depois que seu despertador tocou, às 7 horas da manhã. Ele diz ter olhado pelo buraco da fechadura de sua porta e visto algumas pessoas saindo da casa, com os rostos e os cabelos pintados. Logo em seguida, ele descreveu a cena do suicídio, presenciada pelo policial Steve Leonard. Este texto foi atualizado às 16H30

Agencia Estado,

25 Março 2006 | 14h58

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.