Sete pessoas morrem em novos atentados na Caxemira

Pelo menos sete pessoas morreram em mais dois atentados de supostos extremistas muçulmanos na Caxemira indiana. Uma bomba colocada em um ônibus que ia de Jumu para Katra matou duas pessoas e feriu outras 22, na sua maioria peregrinos hindus. A explosão decepou as pernas de vários passageiros. Em outro atentado, cinco soldados indianos que faziam uma patrulha em busca de explosivos morreram na explosão de uma mina, provavelmente instalada pelos extremistas islâmicos, na região de Tral, a 40 km de Srinagar, na Índia. Ontem, 16 pessoas morrem em outros atentados na mesma região, durante o início da terceira fase das eleições parlamentares na Caxemira. Grupos rebeldes islâmicos lutam pela anexação da província indiana de Jamu e da Caxemira ao Paquistão. Antes das eleições, os rebeldes avisaram que matariam todos que participassem do pleito.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.