Sete policiais são tomados como reféns em uma delegacia na Argentina

Motim foi provocado durante uma revista de rotina na carceragem

Efe,

11 de julho de 2010 | 05h50

BUENOS AIRES - Pelo menos sete policiais tomados como reféns por um grupo de delinquentes amotinados em uma delegacia da localidade argentina de Guernica, na província de Buenos Aires, foram libertados sem danos pessoais após quatro horas de negociações.

O motim aconteceu quando os policiais realizariam uma revista de rotina na carceragem, segundo a rede C5N.

De acordo com o último relatório oficial, cerca de 24 detidos participaram do sequestro dos funcionários.

O motim terminou com a libertação dos sete sequestrados após cerca de quatro horas de negociações sobre suas reivindicações de melhoras nas condições de detenção e mudança para outras delegacias.

Tudo o que sabemos sobre:
Argentina, motim, policiais

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.