Sete sauditas detidos em Guantánamo são repatriados

O ministro do Interior da Arábia Saudita, príncipe Naif bin Abdul Aziz, anunciou nesta quarta-feira a repatriação de mais sete sauditas que estavam detidos na base naval americana de Guantánamo, em Cuba.O ministro explicou que o avião que transportou os sete repatriados aterrissou esta manhã no reino. Ele disse que seu Governo "continuará os esforços para conseguir a volta de todos os que ainda estão" detidos em Guantánamo, mas não revelou o número total.Aziz disse que os sauditas que tinham sido repatriados "cumprem as leis e as normas", o que considerou "essencial para o sucesso dos contatos para a repatriação dos que ainda estão detidos".Cerca de 45 sauditas detidos em Guantánamo foram repatriados. Alguns deles estão detidos na Arábia Saudita. Dos 19 autores dos atentados de 2001 em Washington e Nova York, 15 eram sauditas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.