Seul condena lançamento de mísseis da Coréia do Norte

O Governo da Coréia do Sul condenou nesta terça-feira o lançamento de mísseis por seu vizinho do Norte, que considerou uma "provocação" que pode prejudicar as relações entre os dois países."A Coréia do Norte deve acabar com esses atos de provocação, retornar imediatamente às conversas sobre seu programa de armas atômicas e unir-se aos esforços internacionais de não-proliferação nuclear", disse um comunicado oficial.A nota acrescenta que "a Coréia do Norte deve assumir a responsabilidade pela situação que será gerada por esse lançamento".O regime norte-coreano realizou esta madrugada e no começo da manhã o lançamento de pelo menos seis mísseis, um deles de longo alcance tipo Taepodong-2, que caíram nas águas do Mar do Japão, em frente ao litoral da Coréia do Norte e da Rússia."O lançamento de mísseis vai piorar as relações intercoreanas e contribuir para o isolamento internacional da Coréia do Norte", previu a mensagem, lida por Suh Choo-Suk, secretário presidencial de Segurança e Política Externa.Após o lançamento dos mísseis, o Governo de Seul promoveu uma reunião urgente dos ministérios e departamentos relacionados com a segurança nacional. O presidente deverá se reunir também com membros do Executivo nas próximas horas.Além disso, as autoridades militares sul-coreanas ordenaram o reforço da vigilância no país devido ao lançamento dos mísseis norte-coreanos, informou a agência Yonhap. Dez mísseis Segundo a agência de notícias Yonhap, a Coréia do Norte lançou dez mísseis de curto, médio e longo alcance. A agência cita fontes do serviço secreto sul-coreano. Este número corrige o apresentado pela Casa Branca, que afirmou mais cedo que cinco projéteis foram lançados.Um porta-voz do Ministério da Defesa sul-coreano consultado pela EFE não quis confirmar as informações sobre o lançamento de dez mísseis.De acordo com os serviços de inteligência citados pela Yonhap, os mísseis, do tipo Scud, Rodong e Taepodong, foram lançados de diferentes lugares, entre eles a base de Musudanri.Ainda segundo as fontes da Yonhap, que pediram para não serem identificadas, a "Coréia do Norte tem capacidade para lançar simultaneamente diferentes tipos de mísseis de diferentes bases".Em sua notícia, a agência oficial sul-coreana acrescenta que, no mês passado, quando foram descobertos os preparativos para o lançamento de um míssil balístico de longo alcance do tipo Taepodong-2, também foram detectados indícios de que Pyongyang poderia lançar mísseis Scud e Rodong.

Agencia Estado,

04 de julho de 2006 | 23h51

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.