Seul espera que Coréia do Norte retome a desnuclearização

EUA anunciaram neste sábado a retirada da Coréia do Norte de sua lista de países que promovem o terrorismo

EFE

12 de outubro de 2008 | 02h04

A Coréia do Sul se mostrou neste domingo confiante em que a retirada da Coréia do Norte da lista de países que patrocinam o terrorismo permita retomar em breve as conversas de seis lados e que Pyongyang retome sua desnuclearização. "A intenção é devolver à reunião de seis lados seu ritmo habitual e criar a oportunidade de que a Coréia do Norte abandone definitivamente seu programa nuclear", disse o negociador sul-coreano no diálogo nuclear, Kim Sook. Kim manifestou seu desejo de que em breve as conversas de seis lados sejam retomadas, estagnadas há vários meses, embora não tenha dado uma data, segundo informou a agência local "Yonhap". Os EUA anunciaram neste sábado a retirada da Coréia do Norte de sua lista de países que promovem o terrorismo após assegurar que o país com regime comunista se comprometeu a abrir todas suas instalações nucleares à inspeção internacional. Em entrevista coletiva este domingo, o negociador sul-coreano disse que a Coréia do Norte comunicou aos EUA sua vontade de reativar o processo de desnuclearização e, ao mesmo tempo, se mostrou confiante em que o processo "aconteça de forma imediata".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.