Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Seul oferece 50 mil toneladas de petróleo a Pyongyang

A Coréia do Sul ofereceu 50 mil toneladas de petróleo à Coréia do Norte em troca do fechamento do reator nuclear de Yongbyon, informou nesta sexta-feira, 16, a agência estatal chinesa Xinhua.A medida cumpre o acordo assinado em 13 de fevereiro pelas duas Coréias, Estados Unidos, China, Japão e Rússia. Será a primeira fase da desnuclearização da Coréia do Norte, que promoveu seu primeiro teste atômico em 9 de outubro de 2006.Chun Yung Woo, o negociador sul-coreano, disse que, conforme o acordo de fevereiro, o primeiro envio de petróleo faz parte de um pacote de assistência. O complemento, com mais 950 mil toneladas, seria enviado após uma segunda fase das negociações.Representantes dos seis países se reuniram na quinta-feira, 15, na embaixada sul-coreana em Pequim, no grupo de trabalho sobre cooperação econômica e energética para a Coréia do Norte, para estudar como fornecer a ajuda.Os delegados norte-coreanos explicaram que seu país enfrenta um grave déficit energético. Os americanos responderam com uma oferta de geradores de eletricidade para uso em hospitais.A Coréia do Norte deverá responder à proposta na próxima rodada de negociações, na segunda-feira, 19.O grupo de trabalho liderado pela Rússia se reuniu na manhã desta sexta-feira (hora local) para criar um mecanismo de garantias da paz no nordeste da Ásia. A equipe da desnuclearização, liderada pela China, abrirá suas reuniões neste sábado, 17.Na manhã de sexta-feira, os negociadores dos EUA, Coréia do Sul e Japão se reunirão com o diretor-geral da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), Mohammed ElBaradei. Ele está em Pequim, após ter viajado a Pyongyang para restabelecer negociações.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.