Seul pede iniciativa de Pyongyang para sair do impasse

Seul pediu hoje a Pyongyang para dar o primeiro passoque possibilite o fim do impasse com os Estados Unidos relativamente ao seu programa nuclear.O ministro dos Negócios Estrangeiros da Coréia do Sul, Yoon Young-Kwan, afirmou que Washington não dá garantias de segurança na Coréia do Norte, a menos que esta desmantele primeiramente as suas instalações nucleares."É muito importante que a Coréia do Norte dê um passo corajoso e adote uma dinâmica que conduza ao que pretende dos Estados Unidos, um auxílio econômico e uma garantia de segurança", disse Yoon que exigiu "o abandono verificável e irreversível do programa nuclear" do regime norte-coreano.Pyongyang ameaçou primeiro fazer fracassar as negociações com a China e os Estados Unidos, lançadas em abril, a menos que Washington aceitasse a sua proposta de desmantelamento do programa nuclear a troco de benefícioseconômicos e diplomáticos."Não está garantido que as negociações entre os Estados Unidos e a Coréia do Norte prossigam", disse Yoon. O presidente sul-coreano, Roh Moo-Hyun, deverá ter quarta- feira, em Washington, o seu primeiro encontro com George W.Bush, desde que assumiu o cargo, em fevereiro.As negociações de Pequin desembocaram num impasse. A proposta norte-coreana foi rejeitada, tendo sido considerada uma "chantagem" por parte dos Estados Unidos, que exigem o desmantelamento verificável das instalaçõesnucleares do Norte, antes de quaisquer negociações, enquanto Pyongyang impõe garantias prévias de segurança.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.