Seul quer vetar páginas pró-Pyongyang na web

A Coreia do Sul lançou ontem uma campanha nacional para acabar com a "propaganda norte-coreana" na internet. Seul criou um órgão de governo dedicado especialmente a combater os sites que contenham informações favoráveis ao regime comunista de Pyongyang, com o qual está tecnicamente em guerra desde 1953. O governo sul-coreano acusa Kim Jong-il de usar a internet no exterior para tentar "propagar sua ideologia". Organizações de defesa da liberdade de imprensa criticaram a iniciativa de Seul.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.