Sexo é novo item de estratégia eleitoral

Campanha americana traz demonstrações públicas de afeto entre candidatos de meia-idade e suas jovens esposas

Robin Abcarian, LOS ANGELES TIMES, WASHINGTON, O Estadao de S.Paulo

07 de agosto de 2012 | 00h00

Há alguns meses, o pré-candidato republicano Rudolph W. Giuliani, e a mulher, Judith, posaram para uma foto publicada na revista Harper''''s Bazaar. O que mais surpreendeu na reportagem foi a pose do casal. Sentada no braço da cadeira do marido, os olhos fechados, Judity Giuliani inclinava a cabeça, acariciava o rosto dele e dava-lhe um beijo que parecia ser o prenúncio de algo ''''mais quente''''.''''Rudy é muito, muito romântica'''', ela disse à revista. ''''Adoramos o filme Sintonia de Amor. Você pode imaginar meu marido com toda a sua testosterona vendo isso?''''Alguns meses depois, ao ver uma foto de Jeri Kehn Thompson, mulher do pré-candidato Fred Thompson, bem mais nova que ele, num vestido muito decotado, o apresentador de talk show Joe Scarborough gracejou: ''''Você acha que ela se desempenharia bem nas barras (de boates de strip-tease)?''''Já Cindy, mulher do senador John McCain, conduziu uma repórter da Fox num giro por seu novo condomínio em Phoenix. Usava uma blusa cor-de-rosa com um grande decote e uma maquiagem muito carregada.Nessa temporada de campanhas, as insinuações sexuais brotam como flores do campo ao longo do caminho na direção da Casa Branca. Não que a combinação de sexo e política seja alguma coisa nova mas, no que parece ser a primeira vez que nos lembramos, os eleitores vêm-se deparando com questões que normalmente não surgiam: O quanto uma primeira-dama pode ser sensual? O que constitui uma demonstração de afeição adequada entre os candidatos e suas esposas? Com o campo das indicações repleto de homens mais velhos e mulheres mais jovens, especialmente do lado republicano, uma esposa jovem passa uma mensagem não muito sutil sobre a vitalidade do marido, segundo os especialistas.Foi a partir do beijo ostensivo de Al Gore e Tipper durante a convenção democrata de 2000 que a sexualidade como estratégia de campanha começou a aparecer de modo insistente.Embora os eleitores digam que avaliam os candidatos de acordo com as suas políticas, o comentário picante de Scarborough revelou uma atitude que, para o bem ou para o mal, está sempre está latente.Para Peper Schwartz, sociólogo da Universidade de Washington, ''''a sexualidade tem este poder inconsciente''''. Ele acha que mensagens poderosas estão sendo enviadas por meio da maneira como os candidatos e suas esposas são vistos e interagem.Fred Thompson é 24 anos anos mais velho que Jeri, uma ativista política que trabalhou no Comitê Republicano e como consultora de mídia para um escritório de advocacia de Washington.McCain é 18 anos mais velho que Cindy . Giuliani tem 11 anos mais do que Judith. O senador Christopher J. Dodd, de Connecticut, uma esperança democrata, é 18 anos mais velho que sua mulher, Jackie.A maior diferença de idade é a do deputado democrata de Ohio e pré-candidato Dennis J. Kucinich - 31 anos mais velho do que a mulher, Elizabeth, de 29 anos.Algumas pessoas acham que essas manifestações públicas de amor e afeto dos casais são calculadas, como é o caso de Giuliani e a mulher, que precisam mostrar para o mundo que têm uma união sólida e amorosa. Tanto ele como ela já estão no terceiro casamento e o romance entre eles começou Giuliani ainda estava casado com a segunda mulher.''''Considero isso um recurso ostensivo, escandaloso e ofensivo para atrair as mulheres eleitoras, além de incorreto'''', disse Camile Paglia, professora de ciências humanas da Universidade das Artes, da Filadélfia. ''''Acho que a maioria das eleitoras não gosta de ver uma mulher passando a mão e beijando o marido a toda hora.''''Michael McKeon, porta-voz de Giuliani, desmentiu uma ''''armação'''' nas fotos para a Harper''''s Bazaar. ''''Foi algo bastante espontâneo.''''Thompson, que estava divorciado havia 17 anos quando se casou, não tem a bagagem de Giuliani quando se trata de relacionamentos. Já o ex-governador de Massachusetts Mitt Romney, que ocupa o terceiro lugar nas pesquisas, atrás de Giuliani e Thompson, está casado há quase 40 anos com a namorada de escola, Ann - algo que o casal Romney deixa muito claro nos compromissos de campanha.Richard Land, um líder evangélico politicamente influente, não vê nada de impróprio em maridos e esposas demonstrarem afeição mútua. ''''Claro que gostei de ver Gore beijando Tipper e não uma estagiária'''', disse. Mas mostrou-se escandalizado com a foto do abraço do casal Giuliani.''''Se eu fosse Rudy Giuliani, estivesse no meu terceiro casamento e minha terceira mulher fosse alguém com quem cometi adultério, enganando minha segunda esposa, provavelmente eu evitaria essas manifestações públicas de afeto'''', afirmou.O casal Clinton é um caso singular, dizem os observadores. Enquanto Land elogia a senadora Hillary Clinton, democrata de Nova York, por manter seu casamento, a socióloga Pepper Schwartz diz que o casal precisa ter cuidado com a maneira de relacionar-se em público. ''''Acredito sinceramente que eles se gostam e se respeitam'''', ela disse. ''''Mas a parte sexual é complexa, para dizer o mínimo. Eu diria a eles para demonstrarem ternura e respeito e não fingirem que são o caso de amor do século''''.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.