Sharon abre mão de condições para negociar paz com palestinos

O primeiro-ministro israelense, Ariel Sharon, deu a entender que está disposto a esquecer sua principal exigência para voltar a negociar a paz com palestinos - a de que sejam desmantelados os grupos militantes.Ainda que deseje ver esses grupos desfeitos, Sharon reconhece que qualquer ação nesse sentido seria "complicada". Para ele, os atuais esforços palestinos para deter ações contra Israel é um sinal adequado de boa vontade.Os palestinos tem se negado a enfrentar os militantes por medo de que ocorra uma guerra civil. O tema é um dos principais obstáculos à retomada das negociações de paz com Israel.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.