Sharon acusa Irã e Síria de ajudar guerrilhas libanesas

O primeiro-ministro israelense, Ariel Sharon, acusou nesta quinta-feira o Irã e a Síria de ajudarem a guerrilha libanesa na recente série de ataques contra a fronteira norte de Israel, horas antes de o exército anunciar que os militantes lançaram outra série de mísseis Katyusha contra os postos de Israel. Não houve informações imediatas sobre feridos no ataquede mísseis ao longo de uma disputada área fronteiriça. Tem havido quase diariamente ataques desse tipo naregião da Galiléia e Sharon confirmou que esses ataques sãolançados com a aprovação e assistência do Irã". Ele também sereferiu a um foguete Karyusha que explodiu nesta quarta-feira em território israelense e que, segundo o premier, foi lançado por palestinos que militam na Frente Popular-Comando Geral de Ahmed Jibril, que tem sua sede em Damasco. Israel tem lançado bombardeios aéreos e fogo deartilharia contra supostos esconderijos da guerrilha perto dafronteira em retaliação pelos ataques, mas advertiu sobrepossíveis "conseqüências alarmantes" se os ataquesprosseguirem. Nos ataques desta quinta-feira, funcionários desegurança libaneses, falando sob a condição de anonimato,disseram que a guerrilha do Hezbollah, financiada pelo Irã,lançou ao todo nove foguetes contra alvos israelenses.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.