Sharon cancela encontro com Jack Straw

O primeiro-ministro de Israel, Ariel Sharon, e o presidente Moshe Katsav, cancelaram encontros marcados para hoje com o ministro do Exterior do Reino Unido, Jack Straw. Um jornal iraniano publicou ontem uma declaração de Straw que desagradou os israelenses. "Um dos fatores que ajuda a espalhar o terror é a raiva que muitas pessoas na região (Oriente Médio) sentem pelos eventos acontecidos ao longo dos anos em territórios palestinos", disse Straw ao jornal.Straw viajou ao Irã para tentar fazer com que o país se una a coalizão internacional contra o terrorismo. Israel disse à Grã-Bretanha na segunda-feira que está preocupada pelas declarações de Straw, que podem se interpretadas como uma forma de "compreensão aos ataques terroristas contra cidadãos israelenses", disse o Ministério do Exterior de Israel em comunicado oficial.O diretor-geral do Ministério do Exterior de Israel, Avi Gil, disse levou as preocupações judaicas ao embaixador da Grã-Bretanha em Israel, Sherard Cowper-Cales.O Ministério do Exterior do Reino Unido, entretanto, disse que os comentários de Straw estão alinhados com a política do governo. "Não há nunca uma desculpa para o terrorismo. Ao mesmo tempo, existe uma necessidade óbvia de entender o ambiente no qual o terrorismo floresce", disse Straw em um comunicado."É por isso que a comunidade internacional está tão preocupada em ver um processo de paz duradouro no Oriente Médio."O porta-voz de Sharon, Raanan Gissin, e a porta-voz de Katsav, Elisheva Braun-Lapido, disseram que os encontros com Straw foram cancelados em razão de "problemas com a agenda". O ministro britânico deve chegar à Israel por volta das 3 horas da tarde (10 horas, em Brasília).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.