Sharon deixa a unidade de tratamento intensivo em Israel

O ex-primeiro-ministro israelense, Ariel Sharon, saiu nesta segunda-feira da unidade de tratamento intensivo onde estava internado desde a sexta-feira, após sofrer uma infecção que afetou seu coração, indicaram fontes hospitalares. Sharon foi levado novamente à unidade de reabilitação respiratória do Hospital Tel Hashomer, localizado nos arredores de Tel Aviv. O ex-premier foi levado ao centro médico em maio, após permanecer cinco meses no hospital Hadassah de Jerusalém, por causa de uma hemorragia no cérebro que encerrou sua carreira política, em 4 de janeiro. Desde então, o ex-premier foi submetido a várias intervenções cirúrgicas sob um coma induzido do qual não se recuperou. O Hospital Tel Hashomer é especializado na recuperação deste tipo de pacientes, embora nenhum progresso em seu quadro clínico tenha sido informado desde a entrada de Sharon no centro médico.

Agencia Estado,

06 Novembro 2006 | 09h12

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.