Sharon diz que Israel deixará de vez a Faixa de Gaza

O primeiro-ministro de Israel, Ariel Sharon, revelou nesta sexta-feira os detalhes de seu plano de ?desligamento? dos territórios palestinos, dizendo que a Faixa de Gaza será totalmente abandonada, bem como quatro assentamentos de judeus da Cisjordânia.Críticos do primeiro-ministro dizem que essas medidas radicais só estão sendo tomadas para criar um clima de crise nacional que inviabilize a cassação de seu mandato - Sharon está sob investigação num caso de suborno. ?Minhas mãos estão limpas?, disse ele, em resposta.O primeiro-ministro disse que a retirada deve já estar ocorrendo dentro de um ano, e representará uma saída completa de Israel da Faixa de Gaza, exceto pela patrulha israelense ao longo da fronteira com o Egito. ?Precisamos sair de Gaza, não nos responsabilizarmos mais pelo que ocorre lá?, disse Sharon ao jornal Maariv. ?Espero que na próxima Páscoa estejamos no meio do desligamento, porque o desligamento é bom para Israel?. Depois da retirada, o governo israelense poderá cortar o fornecimento de água e energia para partes de Gaza se os atentados contra Israel continuar.No outro território palestino ocupado, a Cisjordânia, Sharon abandonará quatro enclaves judaicos, segundo o Maariv. Um porta-voz de Sharon, Raanan Gissin, confirmou a intenção.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.