Sharon e Abbas discutem plano de paz

O primeiro-ministro daAutoridade Palestina (AP), o recém-nomeado Mahmud Abbas, e o deIsrael, Ariel Sharon, reuniram-se pela primeira vez, na noite deste sábado, e discutiram principalmente a segurança para os israelenses e omapa da estrada - plano de paz proposto pelos EUA, UniãoEuropéia, Rússia e ONU. O encontro - o primeiro de líderes dosdois lados em mais de dois anos - foi no escritório de Sharon,em Jerusalém, e durou três horas. A imprensa não teve acesso. Contrários à retomada das negociações, gruposextremistas palestinos realizaram dois ataques contra colonosjudeus na véspera e durante a reunião: à tarde, em Hebron, naCisjordânia, um homem-bomba detonou os explosivos que traziaamarrados ao corpo, matando um colono e sua mulher, que estavagrávida; à noite, militantes atacaram o assentamento judaico deShaarei Tikva, feriram duas pessoas e fugiram.No norte da Faixa de Gaza, tropas israelenses mataram 2palestinos e feriram 25 numa incursão, incluindo váriosadolescentes. Sharon e Abbas discordaram sobre o mapa da estrada, emespecial sobre quem deveria dar o primeiro passo, disseramassessores. A AP aceita o plano de paz proposto, mas Sharonlistou 15 objeções, que pretende expor primeiro ao presidentedos EUA, George W. Bush, esta semana em Washington.Ainda hoje,Abbas aceitou a renúncia do chefe dos negociadores palestinos,Saeb Erekat.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.