Sharon e Ivanov discutem prospectos de acordo com palestinos

O primeiro-ministro de Israel, Ariel Sharon, e o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Igor Ivanov discutiram nesta terça-feira prospectos de um acordo para colocar fim ao conflito palestino-israelense, no segundo e último dia de uma visita com o objetivo de angariar o apoio russo às preocupações israelenses com segurança. Sharon e Ivanov não conversaram com jornalistas antes nem depois da reunião.Um assessor de Sharon disse que o líder israelense apresentou a proposta de um esforço em etapas para o fim do conflito, sendo que primeiro os palestinos teriam de parar com os ataques contra os israelenses e depois reformar seu sistema político, para somente então se negociar um acordo definitivo. Sharon, que retornou hoje ao Estado judeu, disse a Ivanov que os palestinos perderam tempo demais e já poderiam estar mais perto de um acordo se tivessem adotado tais medidas, comentou o assessor.A chancelaria russa divulgou mais tarde um comunicado informando que ambos discutiram questões "ligadas à segurança e ao fim da violência nos territórios palestinos, em cooperação com o trabalho dos mediadores internacionais - Rússia, Estados Unidos, União Européia e Nações Unidas-, com a criação de uma atmosfera que seria importante para conduzir a reformas e com a melhora da situação humanitária nos territórios palestinos".Ainda segundo a chancelaria russa, "o progresso nesta direção criaria boas condições prévias para a conquista da regulamentação final do problema, por meio da criação de um Estado palestino, existindo em paz e segurança com Israel. Passos possíveis na direção deste objetivo foram examinados", diz o comunicado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.