Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Sharon e Peres, os fundadores

O Partido Kadima ("adiante", em hebraico) nasceu em 2005 da improvável aliança entre o falcão direitista Ariel Sharon e o trabalhista Nobel da Paz Shimon Peres - hoje presidente de Israel. O objetivo de Sharon, na época premiê, era chacoalhar o sistema partidário israelense, enfraquecendo os tradicionais Likud (de direita) e Partido Trabalhista, para criar uma base governista ampla e menos polarizada. A cisão havia começado com a decisão do premiê de retirar os assentamentos da Faixa de Gaza, sob protestos de alas do Likud aliadas aos colonos. Sharon sofreu um derrame em 2005 e Ehud Olmert assumiu a liderança do partido.

O Estado de S.Paulo

29 de março de 2012 | 03h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.