Sharon elogia comportamento de Putin em crise dos reféns

O primeiro-ministro israelense, Ariel Sharon, elogiou o comportamento do presidente russo, Vladimir Putin, durante a crise dos reféns capturados em Moscou por um grupo de rebeldes chechenos, e afirmou que durante os acontecimentos "os serviços secretos russos e israelenses estiveram em contato permanente"."Ninguém pode felicitar pela morte de reféns. Mas os russos entraram em ação no mesmo momento em que (os rebeldes) começaram as execuções", afirmou Sharon, durante um discurso diante da Comissão Parlamentar para Assuntos Externos e Defesa. O premier afirmou também que Putin "demonstrou que não se pode fazer pactos com o terrorismo, e deu provas de grande decisão".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.