Sharon estuda reabertura de diálogo com Síria

O primeiro-ministro israelense, Ariel Sharon, manifestou hoje seu desejo de reiniciar negociações com a Síria, mas "desde o zero" e não a partir do ponto em que pararam, há quatro anos. Na ocasião, o então chefe de governo, Ehud Barak, admitira uma retirada parcial das Colinas do Golan, tomadas da Síria em 1967, mas mantendo o controle sobre o Lago Genaseret, importante fonte de água.Ao mesmo tempo, autoridades de Israel ordenaram hoje a retirada dos ocupantes de quatro assentamentos judaicos na Cisjordânia, um elemento-chave para dar continuidade às negociações para um acordo de paz entre israelenses e palestinos apoiado pelos EUA.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.