Sharon faz "jogo de cena", diz Arafat

O presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Yasser Arafat, considerou inócua a possibilidade, aventada pelo premier israelense Atiel Sharon, de desmantelamento de alguns assentamentos judaicos. "É tudo um jogo de cena", comentou Arafat. "A verdade é a construção diária do muro e a expansão dos assentamentos", prosseguiu o histórico líder palestino, referindo-se a uma polêmica barreira de segurança construída por Israel para impedir a entrada de militantes extremistas, mas que invade grandes porções da Cisjordânia.Depois de reunir-se em Genebra com o presidente Hosni Mubarak, do Egito, o ministro das Relações Exteriores de Israel, Silvan Shalom, viajou a Roma, onde conversou o chanceler da ANP, Nabil Shaath. Trata-se da reunião de mais alto nível entre israelenses e palestinos desde que Ahmed Korei assumiu, há dois meses, o cargo de primeiro-ministro da ANP.Os encontros diplomáticos refletem uma aparente retomada dos esforços de encaminhamento das negociações de paz. O primeiro-ministro de Israel, Ariel Sharon, vem falando sobre ações unilaterais, ainda indefinidas, caso os esforços de paz não tenham sucesso.Israelenses e palestinos estão comprometidos com o roteiro para a paz, endossado recentemente pelo Conselho de Segurança da ONU. O plano prevê a criação de um Estado palestino soberano e independente até 2005 e a assinatura de um tratado definitivo de paz entre as partes em conflito.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.