Sharon já respira sem ajuda de aparelhos, diz médico

O primeiro-ministro de Israel, Ariel Sharon, respirou espontaneamente nesta segunda-feira pela primeira vez desde que entrou em coma e foi colocado em um respirador artificial, na semana passada. A informação foi dada pelo diretor do hospital Hadassa, em Jerusalém, Shlomo Mor-Yosef. Sem atribuir a nenhuma fonte, o canal de TV 10, de Israel, informou que Sharon chegou a mexer uma de suas mãos. Autoridades do hospital, no entanto adiantaram que não discutirão a saúde do premiê até a próximo briefing.Segundo Yosef, que apresentou um boletim médico extraordinário, Sharon ?respirou espontaneamente indicando atividade cerebral? depois de iniciada a redução dos sedativos com o objetivo de tirá-lo do coma induzido. ?O processo ainda não terminou, mas consideramos essa informação importante para transmiti-la a vocês agora?, disse o médico diante dos jornalistas no hospital em Jerusalém. EstímulosYosef frisou, no entanto, que o estado de saúde do premiê continua sem alterações: ?Crítico, porém estável?. Ainda segundo ele, é possível que o primeiro-ministro desperte do coma entre as próximas 8 ou 10 horas.Durante esse período, a equipe médica vai continuar testando as reações de Sharon a estímulos de som, luz e dor para avaliar a extensão dos danos provocados em seu cérebro após o derrame. No domingo, em uma breve declaração à imprensa, Mor-Yosef havia informado sobre uma "leve melhora" nas condições do primeiro-ministro, situação semelhante à de sábado.Sharon sofreu um derrame na quarta-feira e já passou por três operações para conter hemorragias no cérebro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.