Sharon manterá ataques até que "missão esteja concluída"

O primeiro-ministro de Israel, Ariel Sharon, afirmou hoje em sessão no Parlamento israelense que os ataques militares na Cisjordânia serão mantidos, apesar da pressão do governo norte-americano para que o governo começasse a retirar suas tropas dos territórios palestinos invadidos. "Essas missões ainda não foram completadas e o exército continuará operando o mais rapidamente possível até que a missão seja concluída, até que tenha desmantelado a infra-estrutura terrorista de (Yasser) Arafat e até que os assassinos que estão escondidos em vários lugares sejam detidos", afirmou Sharon em seu pronunciamento, segundo o site de notícias da rede de TV CNN. Ainda de acordo com o site da CNN, o negociador chefe da Autoridade Palestina, Saeb Erekat, reagiu negativamente ao discurso de Sharon, afirmando que o pronunciamento mina os objetivos da viagem do secretário de Estado norte-americano, Colin Powell, à região. "Sharon acabou com a visita de Powell antes mesmo de sua chegada", disse Erekat.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.