Sharon nega planos para matar Arafat

O primeiro-ministro de Israel, Ariel Sharon, disse pela primeira vez que o Estado israelense não tem planos para assassinar o presidente da Autoridade Nacional Palestina, Yasser Arafat. Numa reação aos atentados suicidas de palestinos, o gabinete de ministros de Israel havia decidido ?remover? Arafat.?Não vejo planos para matá-lo?, disse Sharon a um grupo de parlamentares europeus. ?Vocês não têm que se preocupar. Ele está vivo, e não apenas vivo mas bastante ativo, dando os... passos... que causam o assassinato de crianças, civis, idosos?, disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.