Sharon renega promessa de não ferir Arafat

O primeiro-ministro de Israel, Ariel Sharon, disse que não está mais preso à promessa, feita anos atrás ao presidente dos EUA, George W. Bush, de que Yasser Arafat não seria ferido por Israel. Esta foi a mais forte ameaça contra Arafat feita até agora por parte do governo israelense. Numa entrevista ao Canal Dois da TV israelense, Sharon disse ter avisado Bush de sua mudança de posição numa reunião entre ambos semana passada. O premier israelense acusa Arafat de apoiar radicais palestinos que já mataram mais de 900 israelenses durante mais de três anos de combate.Israel retaliou matando dezenas de radicais nos chamados assassinatos seletivos mas, sob pressão americana, vem evitando tomar Arafat como alvo. ?Eu disse ao presidente (Bush) o seguinte?, explicou Sharon. ?Em nossa primeira reunião, três anos atrás, aceitei seu pedido de não ferir Arafat fisicamente. Eu disse a ele que compreendo os problemas que envolvem a situação, mas estou livre daquele compromisso?. Sharon se recusou a reproduzir a resposta de Bush.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.