Sharon será declarado "permanentemente incapacitado"

O gabinete de Israel vai declarar o primeiro-ministro Ariel Sharon, que na próxima terça-feira será submetido a uma nova cirurgia, "permanentemente incapacitado" em seu encontro da próxima semana, informou nesta segunda-feira o jornal Yediot Ahronot. O secretário de Justiça de Israel declarou Sharon temporariamente incapacitado depois que o premier sofreu um derrame em 4 de janeiro. Desde então, o vice-primeiro-ministro Ehud Olmert vem ocupando o cargo que pertencia a Sharon. A votação do gabinete no próximo domingo, que entrará em efeito em 14 de abril, declarará Olmert primeiro-ministro. Sharon está em coma desde janeiro. O partido centrista de Olmert, Kadima, criado por Sharon semanas antes de sua embolia, venceu as eleições da semana passada. Na próxima terça-feira, os médicos realizarão uma nova cirurgia para restaurar partes do crânio de Sharon. Segundo a televisão israelense, a operação deverá restaurar cerca de um quarto do crânio de Sharon, parte removida durante as sete cirurgias prévias. O hospital afirma que o estado de saúde do premier é "crítico, mas estável".

Agencia Estado,

03 Abril 2006 | 16h42

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.