Shehri seqüestrou 1º avião a atingir o WTC

Saudita conheceu outros terroristas do 11/9 em campo no Afeganistão

AP, Washington, O Estadao de S.Paulo

07 de setembro de 2012 | 00h00

O saudita Walid al-Shehri, citado na gravação de Bin Laden, foi um dos cinco seqüestradores do primeiro avião lançado contra o World Trade Center em 11 de setembro de 2001. Segundo o FBI, ele era o assistente do líder dos ataques, Mohammed Atta, que estava no mesmo vôo. Em Boston, após ter toda sua bagagem revistada, Shehri embarcou no vôo 11 da American Airlines, com destino a Los Angeles. Ele se sentou na poltrona 2B, ao lado do irmão, Wail. Os dois teriam esfaqueado comissários de bordo.A adesão dos irmãos Shehri à jihad ocorreu no início de 2000, quando foram para o campo de treinamento terrorista de Al Farouq, no Afeganistão. Lá, conheceram Ahmed al-Nami e Said Alghamdi - que, no 11/9, seqüestraram o avião da United Airlines que acabou caindo na Pensilvânia. Após receberem treinamento para pilotos no Afeganistão, os quatro foram para Karachi, no Paquistão. De lá, passaram pelos Emirados Árabes e chegaram aos EUA entre abril e maio de 2001. Acredita-se que, em algum momento entre 1998 e 2001, Shehri se hospedou no apartamento em Londres do franco-marroquino Zacarias Moussaoui, um envolvido no complô que acabou condenado à prisão perpétua nos EUA.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.