Shell interrompe vazamento de petróleo no Mar do Norte

A empresa Royal Dutch Shell informou que interrompeu o vazamento de um oleoduto submerso em sua plataforma Gannet Alpha, no Mar do Norte, de onde petróleo bruto vinha saindo havia mais de uma semana. "Hoje, mergulhadores da Shell fecharam a válvula de alívio de onde o petróleo bruto vinha vazando num ritmo de menos de um barril por dia", afirmou a empresa. "Agora teremos uma fase de monitoração do fluxo (do oleoduto) para verificar se ele permanece fechado."

AE, Agência Estado

19 de agosto de 2011 | 13h31

A Shell tem combatido o vazamento na instalação, que tem 18 anos, desde a quarta-feira da semana passada. A empresa estima que cerca de 218 toneladas de petróleo bruto tenha ido parar no mar desde então. Não há expectativas de que o material chegue em terra firme. A Shell e autoridades ambientais disseram esperar que o petróleo seja naturalmente dispersado pela ação das ondas.

"Fechar a válvula é um passo importante", disse Glen Cayley, diretor técnico de exploração e atividades produtivas da Shell na Europa. "Foi uma operação cuidadosa e complexa conduzida por mergulhadores experientes, com o apoio de equipes técnicas em terra. Mas vamos observar de perto o duto nas próximas 24 horas e depois disso."

Mas cerca de 660 toneladas de petróleo residual continuam no duto despressurizado, que é mantido no fundo do mar com tapetes de concreto. A próxima fase da operação será a remoção do óleo que ainda está no duto. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
ShellvazamentoMar do Norte

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.