Shell suspende exportações de terminal na Nigéria

A Shell informou hoje que suspendeu as exportações de petróleo do importante terminal de Forcados, no sul da Nigéria, por conta de um vazamento em um oleoduto. A companhia relatou que a SPDC, sua subsidiária nigeriana, estava trabalhando para reparar o acidente.

AE, Agência Estado

17 de março de 2014 | 14h13

"O oleoduto foi imediatamente bloqueado quando observamos o vazamento, em 4 de março", informou a companhia em um comunicado, que não revelou o volume de exportações de petróleo afetadas.

A companhia informou ainda que a principal causa de vazamentos e poluição na região produtora de petróleo são os repetidos furtos e sabotagem dos principais oleodutos. Com uma capacidade de exportar 400 mil barris por dia, Forcados é um dos principais terminais do país.

A Nigéria é o maior produtor de petróleo na África, sendo responsável por cerca de 2 milhões de barris por dia. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
nigériapetróleoshellexportação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.