Shevardnadze causou a própria queda, diz Putin

O presidente russo, Vladimir Putin, atribuiu a mudança de regime na Geórgia à miséria e à corrupção endêmica na ex-república soviética, mas criticou os opositores que levaram à queda do governo por terem recorrido à força. Putin responsabilizou as políticas adotadas pelo ex-presidente georgiano Eduard Shevardnadze, que renunciou domingo, sobre pressão da oposição, pela derrocada do governo. Ele expressou esperança de que um novo presidente, a ser eleito em um mês e meio, adote uma política mais amistosa em relação à Rússia."A mudança de liderança na Geórgia foi o resultado natural de uma série de erros sistêmicos nas políticas doméstica, exterior e econômica da antiga liderança do país", avaliou Putin durante uma reunião de gabinete televisionada parcialmente pela tevê estatal Rossiya. "A corrupção dominou cada vez mais tanto a economia quanto a política na Geórgia. O povo deixou de ver qualquer luz à frente".Depois que Shevardnadze, um ex-ministro do Exterior soviético, retornou ao poder em sua nativa Geórgia em 1992, logo após do colapso da União Soviética, as relações entre a Rússia e a Geórgia foram marcadas pela tensão. Entre outras questões, Moscou desaprovava a política pró-ocidental de Shevardnadze e tentava manter a nação, por onde passa um oleoduto estratégico, na esfera russa de influência.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.