Shevardnadze diz que protestos podem provocar guerra

O presidente da Geórgia, Eduard Shevardnadze, advertiu hoje que as contínuas manifestações de protesto na capital, Tbilisi, poderiam levar a uma guerra civil e exortou os cidadãos a não participar das concentrações políticas. Mas, apesar de seus apelos, cerca de 20 mil pessoas marcharam hoje até o fortemente guardado escritório de Shevardnadze para exigir sua renúncia. A manifestação terminou pacificamente. A oposição, que acusa Shevardnadze de ter fraudado as eleições parlamentares do dia 2, quer a imediata divulgação do resultado eleitoral.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.