Shimon Peres propõe a reabertura do aeroporto de Gaza

O número dois do partido Kadima, Shimon Peres, sugeriu ao primeiro-ministro interino, Ehud Olmert, designado chefe do Governo, que permita aos palestinos reabrir o aeroporto de Gaza, para facilitar as exportações de seus produtos agrícolas, informou hoje a rádio pública israelense. O veterano político israelense confirmou a notícia. Olmert foi encarregado pelo presidente de Israel, Moshé Katsav, de formar o novo Governo, após a vitória do seu partido nas eleições gerais de 28 de março. Atualmente, a produção agrícola da Faixa de Gaza deve entrar em Israel através da passagem de Karni, para depois ser embarcada no aeroporto internacional de Ben Gurion, em Israel, para ser exportada. O processo causa atrasos nas exportações e repercute de forma negativa na qualidade dos produtos palestinos. Segundo Peres, a autorização aos palestinos para exportar seus produtos agrícolas diretamente da Faixa de Gaza evitará as perdas. "Não há razão para inspecionar cada caixa de tomates ou carga de flores para procurar bombas", afirmou Peres, segundo a rádio pública. "Os atrasos no aeroporto provocam a deterioração dos produtos agrícolas e as exportações diretas por via aérea resolveriam o problema", acrescentou. O aeroporto palestino fica perto de Dahaníe, no sul da Faixa de Gaza. Ele ficou fora de serviço no início da Intifada, quando escavadeiras militares israelenses danificaram seriamente as pistas, impedindo pousos e decolagens.

Agencia Estado,

16 Abril 2006 | 06h53

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.