AP
AP

Shopping sitiado em Nairóbi tem novas explosões e fumaça negra

Ataque já matou cerca de 69 pessoas, deixou 175 feridas e 63 desaparecidas, segundo a Cruz Vermelha

Efe e Reuters,

23 de setembro de 2013 | 08h31

Fumaça negra foi vista e explosões foram ouvidas nesta segunda-feira, 23, no shopping center Westgate em Nairóbi onde militantes islâmicos ligados à Al Qaeda mantêm cerca de 15 reféns, no terceiro dia de um ataque que já deixou ao menos 69 mortos.

 

Além disso, 63 pessoas estão desaparecidas e 175 ficaram feridas, acrescentou a Cruz Vermelha em sua conta oficial da rede social Twitter.

 

Imagens de TV mostraram tropas camufladas trocando de posicionamento, enquanto veículos com tropas também entravam em movimentação. Jornalistas foram reposicionados e deixaram de ter uma vista livre do shopping, mas conseguiam enxergar o perímetro do local, de acordo com uma testemunha.

 

"Nós causamos a explosão, estamos tentando entrar pelo telhado", disse uma autoridade de segurança, que pediu para não ser identificada. Não houve comentário oficial.

 

Ajuda. A Cruz Vermelha declarou que presta socorro psicológico aos afetados em um hospital de campanha instalado em um prédio próximo ao centro comercial, do qual cerca de mil pessoas foram retiradas desde que começou o ataque.

 

Além disso, a organização humanitária pediu à população para doar sangue nos hospitais de todo o país para ajudar as vítimas do massacre.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.