Shoppings e escolas devem reabrir brevemente

Shopping centers, escolas ecertas franquias na Venezuela, incluindo cadeias de fast food,pretendem reabrir na próxima semana, segundo o jornal local ElNacional. Os negócios e escolas estão fechados desde dois dedezembro, em apoio a uma paralisação geral contra o presidenteHugo Chávez. Os shoppings poderão ser utilizados pelosopositores de Chávez como local de coleta de assinaturas emfavor de eleições antecipadas, de acordo com a reportagem.Algumas escolas já reabriram sob pressão do governo, mas a maiorparte dos restaurantes de fast food continuam fechados até omomento. Entre as cadeias de fast food que operam na Venezuelaestão McDonald´s Corp., Burger King, Wendy´s, Subway, Pizza Hute Domino´s Pizza. Apesar das reaberturas, líderes da oposição se recusaram acancelar a paralisação até que Chávez concorde com as eleiçõesantecipadas. A maior parte das operações industriais do paísainda está fechada e o governo tem batalhado para normalizar osetor de petróleo, vital para o país, sem os grevistas. Opresidente afirma que os seus detratores devem se valer demedidas constitucionalmente aprovadas, como uma emenda paraencurtar seu mandato ou um possível referendo em agosto, metadedo tempo de seu governo. Os críticos de Chávez o responsabilizam por uma contraçãoeconômica provável de 8% em 2002, em meio ao desemprego de 18% eà inflação de 31%, agravada pela desvalorização de 46% dobolívar. Até agora em 2003, a moeda perdeu cerca de 25% de seuvalor. Chávez alega que os prob lemas são fruto de um "golpeeconômico" de seus oponentes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.