Siber processará Ucrânia por queda de avião

A companhia aérea russa Siber anunciou que entrará com um processo contra o governo da Ucrânia por danos ligados à queda de um avião de passageiros no início deste mês, informou a agência de notícias ITAR-Tass. Segundo o porta-voz da Siber, Mihkail Koshman, o total de indenização pedido na ação incluirá o prejuízo imediato de US$ 10 milhões sofrido pela empresa com a perda do avião e os trabalhos de buscas que se seguiram ao acidente, além de danos na imagem da empresa. O aparelho estava sobre o Mar Negro em sua rota Israel-Sibéria quando explodiu no último dia 4, matando todas as 78 pessoas a bordo. A Rússia culpa um míssil antiaéreo S-200 da Ucrânia pela destruição acidental do avião. O míssil foi lançado durante exercícios militares na península da Criméia. O ministro da Defesa da Ucrânia, Oleksandr Kuzmuk, que num primeiro momento negou a possibilidade do míssil, disse durante o final de semana nunca ter tido dúvidas de que o avião fora abatido por um S-200.

Agencia Estado,

23 Outubro 2001 | 16h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.