Siderúrgicas italianas pedem ajuda do governo

Um grupo de 160 siderúrgicas da Itália está pedindo a ajuda do governo para o setor, que poderá anunciar 17 mil dispensas temporárias com o corte de 30% da produção, segundo noticiou o diário italiano Il Sole-24 Ore em sua edição de ontem. "O primeiro-ministro Silvio Berlusconi deve ajudar o setor manufatureiro como um todo e não somente a fabricante de automóveis Fiat SpA", disse Giuseppe Pasini, chefe do grupo de lobby da indústria siderúrgica Federacciai.O governo tem agendada uma reunião com o primeiro-ministro na próxima quarta-feira para discutir medidas de socorro a Fiat e todo o setor automotivo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.