Siemens vai pagar multa de US$ 800 mi para os EUA

A empresa alemã de engenharia Siemens concordou em pagar uma multa recorde de US$ 800 milhões ao governo dos EUA, como forma de encerrar uma investigação de corrupção ativa sob a Lei de Práticas Corruptas Estrangeiras.Fontes citadas pelo Wall Street Journal disseram que a Siemens também está perto de chegar a um acordo com os promotores públicos da Alemanha, que investigam as mesmas acusações.Nos EUA, o acordo foi feito com o Departamento de Justiça e com a Securities and Exchange Comission (SEC, equivalente à Comissão de Valores Mobiliários no Brasil). Ele deverá ser anunciado na segunda-feira, após uma audiência em um tribunal de Washington. O acordo com os promotores públicos na Alemanha também poderá ser anunciado na segunda-feira.As investigações começaram na Alemanha em 2006, quando policiais alemães invadiram a sede da Siemens em Munique para apreender documentos, depois de acusações de que a empresa teria pago propinas a funcionários dos governos de pelo menos dez países para vencer licitações públicas. No fim de 2007, a Siemens anunciou que seus auditores haviam encontrado o registro de ? 1,3 bilhão em transações suspeitas feitas entre 2000 e 2006, mas não revelou em quais países elas teriam sido realizadas. Dos integrantes da diretoria da Siemens em 2006, apenas um permanece no cargo.De acordo com o Wall Street Journal, o acordo alcançado nos EUA prevê que a Siemens admita que não manteve uma contabilidade precisa, nem controles internos adequados para evitar que pagamentos ilegais fossem feitos. Mas não será exigido que a companhia reconheça que pagou propinas, o que impediria que ela continuasse a participar de licitações públicas nos EUA.

AE E AGÊNCIAS INTERNACIONAIS, Agencia Estado

13 de dezembro de 2008 | 18h03

Tudo o que sabemos sobre:
siemensmultaeua

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.