Simpatizantes do governo são atacados na Tailândia

Dezenas de manifestantes oposicionistas atacaram um ônibus que transportava simpatizantes do governo tailandês neste sábado, em meio a uma campanha para derrubar a administração da primeira-ministra Yingluck Shinawatra.

Agência Estado

30 de novembro de 2013 | 10h13

Segundo um fotógrafo da agência de notícias AFP, o ônibus foi atacado com pedras e cadeiras de plástico antes de o motorista conseguir fugir com o veículo, nas proximidades de um comício pró-governo. Não há registro de feridos no ataque.

Mais cedo, manifestantes tentaram invadir a sede do governo e puseram cadeados simbólicos nas portas de vários escritórios estatais.

As autoridades, enquanto isso, mantiveram a postura de não entrar em conflito direto com os oposicionistas para evitar episódios de violência.

Manifestantes declararam que este domingo será o "dia da vitória" e conclamaram seguidores a intensificar a campanha iniciada há uma semana. Desde então, os oposicionistas já ocuparam o Ministério das Finanças, derrubaram a luz na sede da polícia e formaram um acampamento no complexo de escritórios do governo.

"Amanhã será o dia em que declararemos vitória", disse Akanat Promphan, porta-voz do movimento liderado pela oposição. "Talvez precisemos desrespeitar a lei, mas vamos aceitar as consequências e punições. Não vamos fugir", acrescentou. Fontes: Dow Jones Newswires e Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Tailândiaataque

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.