Sindicalista é assassinado a tiros na Colômbia

O colombiano Jesús Marino Mosquera, dirigente do Sindicato de Trabalhadores da Indústria Agropecuária (Sintrainagro), foi assassinado a tiros por desconhecidos na região bananeira de Urabá, informaram hoje fontes sindicais.Mosquera, integrante da comissão operário-patronal da empresa onde trabalhava, foi atacado a tiros na quinta-feira quando saía de sua casa em Carepa (Antioquia, noroeste), indicou a Central Unitária de Trabalhadores (CUT).O presidente dessa central, Carlos Rodríguez Díaz, indicou em comunicado que o assassinato "se soma a uma série de mortes" que ocorreram no último mês na região de Urabá."A CUT rejeita enfaticamente este assassinato e exige das autoridades a investigação correspondente, enquanto reivindica a atuação eficaz da Promotoria para evitar que a impunidade aconteça mais uma vez", expressou Rodríguez.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.