Sindicato da Guiana reclama de brasileiros ilegais

Mineradores brasileiros vêm ocupando vagas de trabalhadores locais na Guiana, explorando minas de ouro e diamante sem autorização legal e sonegando impostos, reclamou um sindicato do país vizinho. A reclamação é feita uma semana depois de o governo guianês ter recebido com satisfação a presença de 3.000 ou mais trabalhadores brasileiros na Guiana. O secretário de governo para mineração, Robeson Benn, disse que os brasileiros melhoravam a indústria local, com novos conhecimentos e tecnologia."A Guiana não possui pessoas suficientes para desenvolver seus recursos e deveria receber melhor a chegada de pessoas que querem vir aqui e tentar fazer a própria vida", declarou Benn. A Guiana tem 750.000 habitantes; o Brasil, 180 milhões.De acordo com o sindicato, brasileiros mais ricos, com equipamentos melhores, estão ocupando as vagas dos mineradores guianeses. Além disso, muitos brasileiros não estariam declarando suas descobertas às autoridades locais, esquivando-se assim do pagamento de impostos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.