Sindicato de hotel em Chicago encerra greve após 10 anos

Um sindicato de trabalhadores do Congress Plaza Hotel, em Chicago, deve encerrar uma das greves mais longas da história dos Estados Unidos. Depois de 10 anos de paralisação e manifestações, o sindicato ofereceu encerrar "incondicionalmente" a greve que havia começado por causa de disputas salariais e outras questões.

AE, Agência Estado

31 de maio de 2013 | 00h13

Um advogado do hotel disse que o fim da greve significa que se os trabalhadores voltarem ao trabalho, eles devem se submeter aos termos do contrato que expirou um ano antes de a greve começar. Segundo o sindicato, por outro lado, o nível dos pagamentos definido no documento é metade do que os padrões de outros estabelecimentos da cidade.

"A decisão de acabar com a greve no Congress Hotel foi difícil, mas é o momento correto para o sindicato e os grevistas seguirem em frente", disse Henry Tamarin,

presidente do grupo que representou os trabalhadores. "Não há mais o que fazer lá", disse ele. De acordo com Tamarin, não há perspectiva para conseguir um contrato novo no local.

A greve começou em junho de 2003 e ficou apenas quatro anos atrás da paralisação mais longa da história norte-americana, segundo especialistas. No entanto, a greve do Congress Plaza Hotel pode ser considerada a mais longa entre trabalhadores do setor. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
euachicagogreve

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.