Reuters
Reuters

Sindicatos gregos convocam greve nos dias 6 e 7 de nov.

Medidas de austeridade propostas por credores provocaram paralisação

AE, Agência Estado

31 de outubro de 2012 | 14h04

ATENAS - Os principais sindicatos da Grécia convocaram nesta quarta-feira uma greve geral nos dias 6 e 7 de novembro para protestar contra as novas medidas de austeridade econômica exigidas pelos credores internacionais. O Parlamento grego deve votar o assunto nos mesmos dias da paralisação.

"Nós vamos gritar com toda nossa força que o povo grego não aguenta mais sacrifícios, para que assim o Parlamento possa nos ouvir", disse Ilias Iliopoulos, secretário-geral do sindicato de funcionários públicos ADEDY. A maior congregação de sindicatos do setor privado, o GSEE, também se juntará ao movimento.

Esta será a terceira greve geral desde que o governo de coalizão liderado pelo primeiro-ministro Antonis Samaras chegou ao poder, em junho.

Desde segunda-feira os parlamentares gregos debatem o pacote de cortes no orçamento estimados em 13,5 bilhões de euros. No início do mês, os dois sindicatos convocaram uma greve geral para o dia 14 de novembro, em conjunto com seus pares espanhóis e portugueses.

 

Com Dow Jones

Tudo o que sabemos sobre:
Gréciagrevecrise

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.