Singapure Airlines tira de serviço 3 Airbus A380

A Singapure Airlines retirou de serviço nesta quarta-feira três de seus aviões Superjumbo Airbus A380 depois de constatar manchas de óleo em três turbinas, da britânica Rolls-Royce, que equipam suas aeronaves. Isso ocorre menos de uma semana após um dos motores de um Superjumbo A380 da australiana Qantas, com 459 pessoas a bordo, explodir no ar e forçar o avião a fazer um pouso de emergência no aeroporto de Cingapura.

Agência Estado

10 de novembro de 2010 | 02h42

Testes da Singapure Airlines revelaram a presença de manchas de óleo em três motores de três aeronaves Airbus A380 da empresa. Os aviões estão em Melbourne, Sydney e em Londres e deverão voar para Cingapura onde terão esses motores substituídos por novos, afirmou a companhia aérea. "Pedimos desculpas pelo transtorno e desejamos a compreensão de nossos clientes", disse o porta-voz da Singapure Airlines, Nicholas Ionides.

Segundo ele, o problema se restringiu a três Superjumbos, sendo que os outros oito aviões do mesmo modelo da companhia nada apresentaram. Segundo a fabricante das turbinas, a Rolls-Royce, já houve avanços na busca pelas causas dos vazamentos bem como da explosão do motor da Qantas, porém, a empresa prefere não dar mais detalhes neste momento. As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.