Singh será mantido como primeiro-ministro da Índia

O primeiro-ministro da Índia, Manmohan Singh, tomará posse na sexta-feira em seu segundo mandato à frente da política nacional. O presidente Pratibha Patil o convidou hoje para liderar o próximo governo novamente. A Aliança Progressista Unida, coalizão liderada pelo Partido do Congresso, de Singh, obteve a maioria das cadeiras nas eleições federais realizadas entre abril e maio.

AE, Agencia Estado

20 de maio de 2009 | 11h40

A coalizão tem 274 membros e o apoio de outros 48 parlamentares de outros partidos, elevando os apoios para 322. É necessário 272 votos para obter maioria na Câmara dos Deputados. Singh e a chefe da Aliança Progressista Unida, Sonia Gandhi, se encontraram com o presidente hoje e consolidaram a aliança para formar o governo. "O presidente me convidou para ser o próximo primeiro-ministro da Índia", disse Singh a repórteres depois da reunião. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Índiaeleiçõesprimeiro-ministro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.