Sino de bronze, jumentos e música para os noivos espanhóis

De um sino de bronze de 1,3 tonelada a um par de jumentos, os noivos reais da Espanha têm ganho presentes de casamento de peso. Mas, hoje, puderam ostentar algo mais leve ? uma sinfonia.É uma peça de nove minutos de duração escrita para eles pelo músico pop Nacho Cano e o príncipe Felipe e sua noiva, Letizia Ortiz, estavam na prefeitura quando a Orquestra Sinfônica do Teatro Real a tocou pela primeira vez.Apropriadamente, o título é Música para um Casamento. Os noivos vão se casar em Madri, dia 22 de maio. Pelo menos a música será mais fácil de levar para casa, o novo palacete do príncipe, do que o sino, um presente do governo da região da Cantabria, ao norte, ou os jumentos, chamados Ruisenor e Calandria, o estranho presente de Pascual Roviera, presidente da Associação para a Defesa dos Jumentos, uma espécie ameaçada de extinção na Espanha. A sede da organização fica na cidade sulina de Córdoba.Os animais são crias de jumentos que ele deu às irmãs do príncipe, Elena e Cristina, quando casaram-se com um banqueiro e um jogador de handball, respectivamente, nos meados dos anos 90.Roviera, que divulgou seu presente no ano passado, depois que o noivado foi anunciado, não espera realmente que o casal apareça para pegar seus burrinhos. Mas, de qualquer forma, eles poderão se quiserem.?Nós achamos que eles iriam amá-los e lhes oferecer a possibilidade de levá-los para casa?, disse Roviera à Europa Press.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.