SIP condena ataque chavista contra jornalistas

A Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP) condenou ontem o ataque de militantes chavistas contra um grupo de 50 jornalistas venezuelanos que distribuíam panfletos em defesa da liberdade de expressão, na quinta-feira, em Caracas. Pelo menos 12 jornalistas ficaram feridos depois de terem sido agredidos com paus e pedras em um importante cruzamento da capital. Também ontem, centenas de venezuelanos voltaram a protestar nas ruas de Caracas em defesa da liberdade de expressão. Mesmo condenando a "violência contra o grupo de jornalistas que protestava pacificamente", o governo venezuelano foi mais uma vez duramente criticado por organizações internacionais de todo o mundo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.