SIP condena bloqueio às gráficas dos jornais ''Clarín'' e ''La Nación''

A Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP) condenou na noite de segunda-feira o bloqueio que grupos de sindicalistas e militantes kirchneristas realizaram nas portas das gráficas dos jornais Clarín e La Nación no sábado de madrugada, impedindo a saída dos caminhões com os exemplares para a distribuição nas bancas. O presidente da SIP, Gonzalo Marroquín, exigiu do governo da presidente Cristina Kirchner a adoção de "medidas imediatas para punir essas ações".

, O Estado de S.Paulo

19 de janeiro de 2011 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.